Aguarde...

Covid-19, e agora?

O dandelin está ativo na luta contra a disseminação em massa desse vírus no Brasil. Há muita especulação sobre o novo coronavírus, o Covid-19, e acreditamos que a informação é fundamental para passarmos por esta fase.

Confira abaixo as considerações sobre prevenção, riscos e como você pode ajudar a diminuir os caso dessa pandemia.

O que é?

Como o vírus é transmitido de pessoa para pessoa?

Qual o tempo de incubação?

Quais os sintomas?

Estou com suspeita, o que devo fazer?

Quais as maneiras de prevenção?

Como lavar a mão corretamente?

Qual o tratamento para Covid-19?

O Covid-19 ser declarado pandemia, existe necessidade de pânico?

Qual a melhor maneira de me manter informado?

O que é?

Coronavírus é o nome de um grupo de vírus conhecido desde 1960, que tem sua estrutura em formato de coroa.

O vírus causa infecções respiratórias e foi o desencadeador de doenças, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers)

O Covid-19 é uma nova mutação deste vírus, conhecida em dezembro de 2019 na China. Ainda não se sabe como os humanos foram infectados, mas acredita-se que, assim como a Sars e Mers, tenha sido por contato com animais.

Como o vírus é transmitido de pessoa para pessoa?

As gotículas pela fala, pela tosse ou por espirros de pessoas infectadas pode contaminar de 3 maneiras:

  1. Vias respiratórias, por exemplo, quando há muita proximidade em conversas;
  2. Contato físico, quando as gotículas alcaçam os olhos, nariz e boca por meio de beijos e abraços;
  3. Contato com superfícies contaminadas, quando a pessoa toca em objetos contaminados e, em seguida, leva as mãos sujas aos olhos, boca e nariz;

Qual o tempo de incubação?

O período de incubação do vírus varia de 1 a 14 dias. A média são 5 dias sem manifestar os sintomas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Quais os sintomas?

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço.

Algumas pessoas podem apresentar outros sintomas, como dores no corpo, na garganta, diarréia, coriza, dificuldade para respirar e insuficiência renal. Para estes dois últimos sintomas apresentados, é orientado que o paciente procure um médico com urgência.

Estou com suspeita, o que devo fazer?

Os sintomas do Covid-19, para grande parcela da população, são leves, semelhantes a um resfriado. Portanto, para estes casos, o essencial é seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e respeitar a quarentena, de repouso e se hidratando bem.

Evite ao máximo sair de casa sem necessidade, e, se for preciso, saia com máscara facial e para lugares abertos, não compartilhe talheres e copos e mantenha uma distância mínima de um metro e meio de outras pessoas. Assim, você evita contaminar outras pessoas que podem estar no grupo de risco, por exemplo.

Caso identifique os sintomas mais agressivos, como a falta de ar, procure os postos de pronto atendimento.

Quais os grupos de risco?

Fazem parte do grupo de risco:

  1. idosos, principalmente com mais de 80 anos;
  2. pessoas que tem algum problema respiratório;
  3. pessoas transplantadas;
  4. diabéticos;
  5. hipertensos;
  6. pessoas com deficiência renal;
  7. asmáticos;
  8. fumantes.

As recomendações são para evitar aglomerações, lavar as mãos com mais frequência, desinfetar objetos mais tocados, manter uma distância de um metro e meio para conversar, não compartilhar talheres e copos e evitar contato físico, como beijos e abraços.

Quais as maneiras de prevenção?

  1. Higienizar bem as mãos com água e sabão e, mesmo recém higienizadas, evitar levar as mãos aos olhos, boca e nariz;
  2. Higienizar superfícies com frequência, como maçaneta, corrimão e aparelhos telefônicos;
  3. Manter o ambiente sempre arejado;
  4. Evitar contato físico, como beijos e abraços;
  5. Não compartilhar talheres, copos, toalhas de rosto e outros objetos;

O distanciamento social também é importante fator aliado na prevenção, porque ele ajudará a achatar o pico de novos casos confirmados, ou seja, ajudará a não exceder a capacidade máxima do sistema de saúde, garantindo assim que todos tenham atendimento médico disponível!

Se identificar os sintomas, cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar, com um lenço descartável ou com o braço. Ficar em casa é a melhor maneira de prevenir que outras pessoas adquiram o vírus de você.

Como lavar a mão corretamente?

Recomenda-se que as mãos sejam higienizadas com água e sabão, completando todas as etapas citadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na ilustração abaixo:

Qual o tratamento para Covid-19?

Não existe tratamento específico para combater o novo coronavírus. Os pacientes diagnosticados recebem orientação médica de repouso e remédios para aliviar os sintomas de dor e febre, em grande parte dos casos.

Caso o paciente seja diagnosticado com um quadro de complicação do Covid-19, outras medidas são tomadas.

O Covid-19 ser declarado pandemia, existe necessidade de pânico?

NÃO! O fato de ser considerado uma pandemia significa apenas que o vírus se espalhou por diversas regiões do planeta

Não há necessidade de ir aos hospitais ao menor sinal dos sintomas, vá apenas se identificar um agravante. Também não há necessidade, por exemplo, de estocar mantimentos. A única necessidade no momento é praticar constantemente a responsabilidade social e a empatia. Respeitar as normas de prevenção, o distancimento social e, caso você esteja infectado, respeitar a quarentena.

Lembre-se, mesmo que o vírus não aja no seu organismo de maneira agressiva, não significa que ele agirá da mesma forma nas pessoas que formam o grupo de risco.

Qual a melhor maneira de me manter informado?

Não acredite em todas as notícias que você lê nas redes sociais, principalmente nas divulgadas pelo WhatsApp. O site Ministério da Saúde. é atualizado todos os dias com as informações corretas do novo coronavírus, o Covid-19, incluindo o alerta sobre as notícias em circulação que são falsas.